đŸ‡”đŸ‡č A Arte de Encontrar SoluçÔes

Um pequeno grupo de discussão encontra, geralmente, melhores soluçÔes do que qualquer um dos seus participantes individualmente.

HĂĄ uns anos, participei numa experiĂȘncia, na qual se pediu a cada membro do grupo para, isoladamente, escolher a partir de uma lista as 10 coisas indispensĂĄveis para sobreviver algum tempo na Lua, em caso de avaria da nave de regresso.

A seguir, repetiu-se o processo em grupo. As soluçÔes foram comparadas com a da NASA. O grupo ganhou por uma elevadíssima margem.

Antes de entregar o problema ao grupo Ă© necessĂĄrio fazer algo que, em geral, o grupo nĂŁo pode fazer: recolher dados.

Se as nossas vendas estĂŁo a cair, a primeira coisa a fazer Ă© recolher dados: as vendas caem em todos os produtos da empresa ou apenas em alguns? Perdemos clientes ou estes compram menos? Entrou algum competidor ou algum produto novo no mercado? A concorrĂȘncia estĂĄ na mesma situação? HĂĄ novos preços no mercado? A equipa estĂĄ satisfeita? Etc.

NĂŁo Ă© possĂ­vel recolher todos os dados pertinentes. É preciso saber quando parar a pesquisa, de outro modo uma solução razoĂĄvel nĂŁo serĂĄ encontrada em tempo Ăștil.

Por vezes conhecem-se os sintomas do problema. Quando alguém tem uma dor, o problema não é, em geral, a dor mas sim o que causa a dor.

O problema a resolver deve estar bem definido. Consideremos, a tĂ­tulo de exemplo, o problema “as exportaçÔes para Espanha caĂ­ram, porquĂȘ e o que fazer?”. Pode acontecer que o grupo defina melhor o problema em plena discussĂŁo.

O grupo de discussĂŁo deve ser pequeno e as regras devem ser introduzidas no seu inĂ­cio:

Não se trata de discutir como se fossem advogados ou políticos que nos tentam convencer de algo em que acreditam, ainda que seja falso. O objetivo do grupo é encontrar a verdade, isto é, a melhor solução.

NĂŁo Ă© para aplicar a retĂłrica nem fazer longos discursos, como se faz nos tribunais e na propaganda.

Aplica-se a dialĂ©tica, criada pelos gregos hĂĄ 2500 anos. Estes procuravam conhecer a realidade por meio do diĂĄlogo, contrapondo ideias a outras ideias, desenvolvendo outras novas em consequĂȘncia.

Cada um dos participantes tem de considerar as vårias propostas e as possíveis alternativas e melhorias, não se fixando apenas numa (a sua). As potenciais soluçÔes são, em seguida, analisadas uma a uma, melhoradas ou abandonadas, até se chegar à que parece melhor.

Por fim, a revisão do processo desde a recolha dos dados até à conclusão permitirå que a decisão seja qualificada, amplamente aceite e implementada com convicção e mais alta probabilidade de sucesso.